nudez

DSC01160 - Cópia (3)

 

eu poderia abrir os pulsos para me beijares o sangue e ficares

na tua boca assim vermelha com um poema novo onde estivesse toda a minha idade

eu poderia abrir a laringe para respirares

a dor absoluta pura e dolorosa da minha cabeça onde agora não existe idade

 

não o faria deitado no banho pois encontro-me despido da contingência do tempo

e a minha nudez está dentro da nudez

 

21 de Março de 2016

 

*

Fotografia: 2016.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s