jugular

és a última veia do meu corpo, a última artéria, a última respiração e

hoje quis ouvir a tua voz para evitar a solução na jugular;

fora disso, quero estar só, respirar o ser-se só na sua forma absoluta e sem regresso,

com todos os fios desligados

para que não me procurem nem me encontrem;

como escrevi, quando chegar o mar,

é suficiente que me esqueçam

e que esqueçam a ideia de me encontrar

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s